quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Nokia 9 PureView com 5 Câmeras

Nokia apresentou neste domingo (24) o novo smartphone top de linha da marca, que atualmente pertence ao grupo HMD Global. Trata-se do Nokia 9 PureView, que é perfeito para entusiastas de fotografia. Afinal, ele possui nada menos que cinco lentes Zeiss na traseira, formando um círculo de sensores que trazem o melhor da fotografia mobile.

O objetivo do aparelho é permitir que você tenha todos os detalhes possíveis de cada retrato, um controle perfeito do foco e da profundidade de campo, amadureça o seu lado de fotógrafo profissional (mesmo sendo um amador) e se expresse de forma diferente, trabalhando com iluminação, cores e outras técnicas avançadas de fotografia.


Ele tem um corpo de alumínio com Gorilla Glass 5 e corte de diamante, garantindo segurança e elegância no design do aparelho. Ele tem 6 mm de espessura e nenhum "relevo" de câmera, mesmo com tantos sensores atrás.
O Nokia 9 PureView tem carregamento sem fio integrado e desbloqueio por rosto, além de leitor biométrico já embutido na tela. O sistema operacional é o Android 9 Pie na versão Android One, o que significa a versão mais pura possível e atualizações rapidamente disponibilizadas.
Dois dos sensores são RGB para trazer as melhores informações de cores, enquanto as outras três lentes são monocromáticas, que capturam dez vezes mais luz que sensores comuns e trazem visibilidade mais realista. Cada clique resulta em uma foto tirada simultaneamente por cada sensor, com os retratos sendo combinados para formar a imagem perfeita.

A profundidade de campo é um dos destaques aqui: a profundidade de campo pode ser controlada de forma completa pelo usuário, graças a machine learning e uma divisão de "camadas" com cada elemento no fundo da foto. Assim, todas as fotos já contam com HDR habilitado e um mapa de profundidade de 12 MP. Cada um desses dados no formato JPG gerado permite detalhamento absurdo em áreas como pôr-do-Sol ou cheias de sombras, além de ressaltar as texturas.
Você pode capturar fotos no modo DNG, que não traz nenhuma compressão, e já edita os arquivos em softwares de parceiros, como o Lightroom, da Adobe.
Um controlador personalizado foi criado para gerenciar o sistema. Essa ainda é a primeira vez que um smartphone utiliza todo o poder direcionado para fotografia dos processadores Qualcomm Snapdragon.
O Nokia 9 PureView será lançado em março de 2019 na cor "Midnight Blue", uma tonalidade de azul. Ele tem 6 GB de RAM, 128 GB de armazenamento e sai por US$ 699, o equivalente a R$ 2,6 mil. Vale lembrar que a HMD Global não tem representação oficial no Brasil atualmente.
Fonte: TecMundo

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Caneta 3D Multilaser



Caneta 3D é na Digicell! Chegou em nosso repertório de produtos a Caneta 3D da Multilaser, agora você pode efetuar desenhos no ar, no papel criando texturas ou em outro molde deixando suas artes mais realistas.

Venham nos fazer uma visita.

Digicell Celulares - Rua José Loureiro, 347 - Loja 02 - Galeria Suissa - Curitiba 0 PR

Mini Geladeiras Multilaser

A Digicell agora conta com uma linha de Mini Geladeiras Compactas da Multilaser, perfeitas para acampamentos e passeios. 

Digicell Celulares - Rua Jose Loureiro, 347  Loja 02 - Galeria Suissa - Curitiba - PR

Samsung Galaxy Fold, o 1º dobrável da Samsung


Os telefones com tela dobrável são, realmente, a tendência "queridinha" no mercado dos dispositivos móveis. E a Samsung quer emplacar logo o seu representante nessa categoria, o Galaxy Fold. E para isso, ela divulgou um vídeo de 4 minutos com uma prévia mais completa do que o aparelho é capaz.

Com as cenas silenciosas, é possível escutar cada clique, bips e modos que o telefone irá apresentar. Além disso, as filmagens mostram como funcionará a dobradiça no centro da tela e como ocorre a transformação do modo tablet para o modo celular e vice-versa.

Outro aspecto enfatizado é em relação ao software DeX, já conhecido do público na linha Galaxy Note e que permite que o Fold se conecte com um monitor via USB -C e assuma uma experiencia mais parecida com um desktop. A Samsung também resolveu exemplificar como alguns aplicativos populares poderão ser usados, incluindo o Netflix, o Instagram e o Google Maps.

A inovação da marca nesse caso foi entorno do novo Infinity Flex Display de 7,3 polegadas, tecnologia que torna possível a transformação da tela ao ser dobrada para caber em um bolso. O visor principal tem a resolução QXGA + (4.2: 3) e, quando é dobrado, torna-se uma tela HD + (12: 9) de 4.6 polegadas para ser usada no modo de telefone.
Apesar do vídeo divulgado, a Samsung ainda não permitiu que ninguém de fora, principalmente da imprensa, toque no lançamento. O que se sabe por enquanto é que ele pretende ser estar disponível para o público dia 26 de abril com o preço de US $ 1.980, sendo considerado um valor razoável perto dos telefones dobráveis de outras marcas como Huawei e Xiaomi.


Fonte: Olhar Digital
Site Oficial: Samsung Fold

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Desbloqueio Internacional de Operadora


A Digicell está efetuando Desbloqueio de Operadora de aparelhos importados, utilize seu chip Nacional em seu Smartphone da TMobile, AT&T, Entre outros. LG e Samsung já estão disponíveis para quase todos os modelos, Motorola e outros requerem análise mas também podem ser consultados.

Confira se o modelo do seu aparelho está disponível nos mandando uma mensagem aqui pelo Site na lateral aonde diz "Orçamento Online" ou pelo nosso WhatsApp (41) 99849-9560 ou ainda se preferir pelo nosso email digicellparts@gmail.com.

Os valores e prazos dependendo do servidor em específico do seu celular, assim que nos passar já entramos em contato com os valores e prazos.

Digicell Celulares - Rua José Loureiro, 347 - Loja 02 - Galeria Suissa - Curitiba - PR


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Tudo sobre o LG G8 ThinQ, um dos top de linha mais inteligentes do mundo

LG G8 ThinQ é um aparelho poderoso e cheio de funcionalidades, totalmente voltado para segurança, produção de fotos e vídeos e agilidade de uso, trazendo uma série de novas experiências em fotografia, produtividade e intuividade em funções que até já existiam, mas ainda não haviam sido aperfeiçoadas.


O poder da Z Camera

O maior destaque do LG G8 ThinQ é a Z Camera, uma das câmeras frontais do smartphone.  Ela é um sensor avançado com sensores infra-vermelhos que calculam profundidade de campo de forma mais rápida e precisa que outros aparelhos, permitindo tecnologias como o desbloqueio de rosto de uma forma mais segura, já que a Z Camera "enxerga" objetos em 3D. Além disso, a Z Camera não é afetada por luz ambiente, o que significa que é possível desbloquear o dispositivo em locais de muita ou pouca iluminação.
Além disso, esse é o primeiro smartphone do mundo com autenticação que lê as veias da palma da mão do usuário. Isso é possível com uma combinação da Z Camera com sensores infravermelhos. Esse método é mais seguro que a leitura biométrica e identifica o usuário reconhecendo padrões, espessura e outras características individuais dos vasos sanguíneos. Para desbloquear, você só precisa posicionar a mão na frente da câmera frontal por um instante.

Em termos de fotografia,  também não faltam novidades. A Z Camera pode ser usada no Modo Retrato para selfies ainda melhores, distinguindo perfeitamente o plano de fundo do objeto principal do retrato e reconhecendo as formas dos objetos ao calcular a distância da eflexão da luz em cada um deles.Além disso, o modo Video Portrait, que se aproveita da tecnologia de Duplo Campo de Visão, dá controle ao usuário para utilizar comandos de edição em tempo real e borrar o plano de fundo ou destacar pessoas no enquadramento — recursos antes só possíveis em fotos.
Ela ainda permite a realização de gestos rápidos para navegação e usabilidade, em um recurso chamado Air Motion. Sem precisar tocar a tela, você pode responder ou finalizar chamadas, tirar uma captura do display, trocar de aplicativo ou até ajustar o volume da mídia que está tocando — algo muito útil para quem está dirigindo ou com as mãos ocupadas cozinhando ou está usando luvas, por exemplo.

Cadê o alto-falante?


A tecnologia Crystal Sound OLED é uma novidade em áudio que usa o display do aparelho como um diafragma do alto-falante, eliminando a necessidade de um speaker na parte da frente do aparelho — e deixando o visual dele ainda mais minimalista.


Especificações técnicas
  • Processador: Qualcom Snapdragon 855
  • Tela: 6,1" QHD+ OLED FullVision (proporção 19.5:9) de 3.120x1.440 pixels
  • Memória RAM: 6 GB
  • Armazenamento interno: 128 GB (suporta microSD de até 2 TB)
  • Câmera traseira: 16 MP super-wide (F1.9), 12 MP padrão (F1.5) e 12 MP telefoto (F2.4)
  • Camera frontal: 8 MP (padrão, F1.7) e Z Camera
  • Bateria: 3.500 mAh
  • Sistema operacional: Android 9.0 Pie
  • Medidas: 15,1 x 7,1 x 0,84 cm
  • Peso: 167g
  • Conectividade: 3G / 4G LTE-A, Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, Bluetooth 5, NFC, USB Type-C

Fonte: TecMundo

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Outdoor de evento da Huawei confirma nome e mostra o dobrável Mate X

Tanto a Samsung quanto a Huawei vinham ensaiando a apresentação de um smartphone dobrável já há algum tempo e a chinesa havia até distribuído um teaser-convite para a demonstração no Mobile World Congress (MWC), em Barcelona. Como sabemos, o Galaxy Fold apareceu nesta semana e agora a expectativa fica com relação ao “Mate X”.
E uma prévia já vazou na web, em um outdoor comercial do evento da Huawei. A foto apareceu no Twitter do site canadense Mobile Syrup, por meio de um vazador indiano. O nome foi confirmado e dá para ver alguns detalhes do seu visual. Diferente do Galaxy Fold, o Mate X abre seu formato tablet para o lado de fora do aparelho, com uma barra lateral que comporta os sensores.
A campanha atribui ao aparelho a frase “o mais rápido telefone 5G dobrável”. Entre outros detalhes, é possível enxergar um scanner de impressão digital na lateral e uma configuração de câmera tripla. Todos os detalhes serão revelados na conferência da Huawei no MWC, que acontece no domingo (24) — e estaremos em Barcelona para ver isso de perto.

Fonte: TecMundo

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Mega Promoção de Capas e Películas de Vidro para Todos os modelos de iPhones

A Digicell está com uma promoção imperdível de Capas e Películas de Vidro para todos os modelos de iPhone.

Compre o kit de proteção por R$ 20,00.

Promoção válida enquanto durar o estoque.

Digicell Celulares - Rua José Loureiro, 347 - Loja 02 - Galeria Suissa - Curitiba - PR

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Digicell Molduras Persnalizadas

A Digicell conta agora com serviço de confecção de molduras sob medida para seu quadro, diploma, foto, espelho ou qualquer outro documento necessário.

Contamos com uma coleção de modelos especiais de molduras de todas as cores e tamanhos. 

Montagem com mão de obra própria e qualificada.

Orçamentos via WhatsApp: (41) 99849-9560.

Pessoas criadas com I.A.

As inteligências artificiais chegaram num ponto em que se tornaram capazes de criar imagens de pessoas consideravelmente realistas – sendo que, claro, essas pessoas não existem. A Nvidia, por exemplo,  é uma das empresas que mais tem utilizado deep learning e já criou até uma rede geradora adversária (GAN).
O que isso tem de interessante? Hoje, é possível fazer ele gerar imagens convincentes de pessoas que nunca existiram. Esse é o propósito do site “This Person Does Not Exist” que, traduzido, significa "Esta pessoa não existe".
A GAN, a rede neural utilizada pela empresa, trabalha com a separação dos dados de uma inteligência artificial em várias partes. Então, um conjunto de algoritmos - chamado de "gerador" - tenta criar algo que, neste caso, é um rosto humano. Enquanto isso, outro conjunto - agora, um juiz - tenta determinar se a imagem é real ou falsa.
Se o juiz decidir que a imagem é falsa, o trabalho do gerador é recomeçado do zero. Assim que o juiz for enganado pelos algoritmos, um desenvolvedor de IA vai analisar os resultados para descobrir se os algoritmos precisam de ajustes.
A empresa está constantemente aperfeiçoando a IA. Assim, a estrutura da inteligência artificial em questão foi melhorada e atualizada, o que significa que basta atualizar a página e pronto, você verá sempre uma imagem bem convincente de pessoas que nunca existiram.
Fonte: TecMundo

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Digicell Eletros

A Digicell agora conta com uma linha de Eletros da Cadence e Oster.
- Liquidificadores;
- Sanduicheiras,
- Pipoqueiras,
- Ferros para passar roupa;
- Secadores de cabelo;
- Pranchas para alisamento;
- Cortadores de cabelo;
- Entre outros.

Informações, Fone (41) 3324-6448 ou pelo WhatsApp (41) 99849-9560.

Como a inteligência artificial pode melhorar o seu smartphone?

Você lembra dos primeiros smartphones com preços um pouco mais acessíveis lançados no Brasil? Apesar de serem revolucionários, quem teve um desses aparelhos provavelmente não guarda as melhores lembranças daquela época. Era comum encontrar celulares com pouca memória que engasgavam até mesmo em tarefas simples, como enviar uma mensagem no WhatsApp.
A tecnologia evoluiu, os processadores ficaram melhores e esse problema foi resolvido na maioria dos aparelhos. Mas será que a única forma de obter mais desempenho dos celulares é aumentando a quantidade de memória RAM e a potência do chipset? Afinal, os aplicativos, jogos e sistemas operacionais móveis também ficam cada vez mais pesados e exigentes a cada ano.
É por isso que tantas fabricantes vem investindo na inteligência artificial como forma de oferecer novas ferramentas e garantir o melhor desempenho e autonomia dos dispositivos. De acordo uma análise da Counterpoint, um a cada três smartphones lançados em 2020 terão funções de IA nativas, uma tecnologia que estará presente em 35% do mercado global de aparelhos.
Mas como a IA pode melhorar o seu smartphone? Separamos alguns pontos interessantes que, se não estão presentes atualmente no seu celular, certamente serão incluídos em um futuro aparelho.

Gerenciamento de aplicativos para melhorar a bateria


Através do aprendizado de máquina, os celulares serão capazes de saber quais aplicativos você usa mais ou menos e até mesmo quando eles são mais utilizados. Com esses dados, o smartphone poderá otimizar o uso da bateria, fechando aqueles que são pouco utilizados e estão em segundo plano ou mantendo os mais usados ativos para garantir o melhor gerenciamento de energia.

Assistentes virtuais mais inteligentes

Assistentes como Siri, Alexa, Cortana e Google Assistente estão sendo implementados em todo tipo de novo dispositivo, incluindo aí os celulares. Mas esses programas ainda podem soar muito robóticos na maioria das vezes, exigindo que você fale frases específicas para executar certas funções.
Essa área deve dar um salto enorme nos próximos anos com a evolução no processamento de linguagem natural. É isso que faz com que os computadores entendam e interpretem nossa forma de falar, aproximando a comunicação com uma máquina das conversas que temos com outras pessoas.

Fotos perfeitas para todos


Uma característica bem favorável às câmeras de smartphones é que elas costumam otimizar bastante o processo para usuários que não tem tanta habilidade com fotografia. Esse é um detalhe importante que também se beneficia das inteligências artificiais, como podemos ver em alguns dos últimos lançamentos de Samsung, Huawei e ASUS.
Utilizando técnicas de visão computacional, o software desses aparelhos pode identificar o que está enquadrado e selecionar o melhor modo de câmera para capturar a imagem. Apesar de controversos, os filtros de embelezamento para selfies também se beneficiam dessa inovação e são bastante populares entre os usuários.

Mais segurança


Além de seguros, os métodos de autenticação agora precisam também ser convenientes. Alguns exemplos são a biometria por leitura das digitais ou identificação do rosto de quem acessa o aparelho. Mas uma camada extra pode ser adicionada com a ajuda da IA. Com ela, será possível analisar padrões de uso, velocidade de digitação e até mesmo a força que você aplica à tela para garantir que apenas o dono do smartphone acesse arquivos ou aplicativos particulares.





Fonte: TecMundo

Idec recolhe relatos de brasileiros sobre problemas com bateria de iPhones

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) está recolhendo relatos de usuários de iPhone que encontrem problemas na autonomia de bateria. A coleta tem início nesta quarta-feira (13) e busca investigar a queda no desempenho dos smartphones da Apple relacionados a bateria.
De acordo com o instituto, a ação é motivada pela demanda crescente de reclamações. Além disso, um novo processo contra a Apple foi movido no Chile e trata sobre o mesmo assunto — — mais de 130 mil chilenos se reuniram em uma ação coletiva contra a Apple, denunciando a empresa por prática de obsolescência programada, que é a ação deliberada de produzir um ou vários produtos que, artificialmente, tenham, de alguma forma, sua durabilidade reduzida do que originalmente se espera.
Segundo Diogo Mouses, líder do programa de Telecomunicações e Direitos Digitais do Idec, “a própria empresa já admitiu o problema, mas as reclamações sobre os iPhones aqui no Brasil continuam recorrentes. Com a divulgação da iniciativa no Chile, houve um aumento significativo de pessoas reivindicando uma ação semelhante aqui no Brasil, o que corrobora a percepção que ainda há muitos consumidores se sentindo lesados".
A Organização de Consumidores e Usuários do Chile acusa a Apple de deliberadamente fazer com que as baterias dos iPhones percam a eficiência após alguns anos de uso, forçando os usuários a trocarem o aparelho por modelos mais recentes. Por isso, a organização solicita que a Maçã repare todos os telefones afetados ou recompre os aparelhos dos clientes no valor de mercado atual.
“Estamos dando esse primeiro passo e recolhendo relatos de consumidores, para estudar melhor o caso e discutir ações que podem ser encaminhadas por aqui”, completa Diogo Moyses.
Fonte: TecMundo

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Orçamento Online


Você pode solicitar também seu orçamento via WhatsApp: (41) 99849-9560 ou pelo Email: digicellparts@gmail.com.

Acessórios para Informática


A Digicell conta com uma linha de Mouse´s e Teclados de diversos modelos e valores dentro da sua necessidade.

Venha conhecer ou solicite via WhatsApp um orçamento: (41) 99849-9560.

Oito mitos e verdades sobre o Bluetooth

Ao contrário do que muitos pensam, a tecnologia de conexão wireless não é inimiga da bateria do smartphone, nem da saúde humana.O Bluetooth é um dos métodos mais usados para conectar dispositivos sem fio, mas ainda está ligado a alguns equívocos e dúvidas entre os usuários. A tecnologia, que já está em sua quinta geração, avançou muito em mais de 20 anos de existência, o que motiva a propagação de algumas das ideias erradas.É comum ouvir que o recurso acaba com a bateria do celular, além de prejudicar o sinal do Wi-Fi e até mesmo a saúde dos usuários. Mas você sabe se essas afirmações são mesmo verdadeiras? A seguir, desvende oito mitos e verdades sobre o Bluetooth.

1. Bluetooth acaba com a bateria do celular
Mito. Nos primeiros anos dos smartphones, manter o recurso ligado gastava bastante bateria, já que o aparelho ficava o tempo todo buscando outros dispositivos para fazer o pareamento. Porém, desde o Bluetooth 4, lançado em 2010, isso não é mais uma preocupação. A versão estreou um módulo de baixa energia, que utiliza várias tecnologias para procurar por dispositivos ao redor sem consumir tanta bateria.
Além disso, quando os equipamentos se conectam, a bateria não será drenada enquanto não houver de fato transferência de dados. Por exemplo, mesmo com fones Bluetooth pareados com o celular, se o usuário não estiver reproduzindo nenhum áudio, o consumo será mínimo. O módulo de baixa energia reduziu ao menos pela metade o gasto de bateria.

2. A tecnologia Bluetooth faz mal para saúde
Mito. Alguns temem a radiação emitida por conexões Bluetooth, mas pode ficar tranquilo, pois as emissões são baixíssimas - especialmente em comparação aos smartphones. Radiação tem a ver com energia e o máximo de saída para um dispositivo de Classe 1 é 100 mW, sendo que na maior parte dos casos, eles usam apenas cerca de 1 mW. Por outro lado, em média, os celulares atuais operam a 1.000 mW até 2.000 mW.

3. O sinal de Bluetooth interfere no Wi-Fi
Mito. O Bluetooth envia e recebe dados por meio da radiofrequência de 2.4 GHz, assim como a maioria das conexões sem fio, incluindo o Wi-Fi. No entanto, em geral, não há qualquer distorção na estabilidade e velocidade desse sinais quando eles estão próximos. A explicação está no salto adaptável de frequência, uma tecnologia que evita a interferência e está ainda melhor no Bluetooth 5.
A frequência 2.4 GHz é, na verdade, uma banda que vai de 2.400 MHz a 2.483,5 MHz. O Bluetooth divide o monitoramento desse intervalo entre dois canais e o sinal consegue "pula rapidamente de uma frequência para outra. Assim, mesmo que outra tecnologia wireless tente se comunicar através das ondas onde está o Bluetooth, ele é capaz de se adaptar e  garantir que não haja interrupção ou queda de velocidade.

4. O nome Bluetooth vem de um rei viking
Verdade. A origem do nome Bluetooth é curiosa e envolve um rei viking do século X que tinha um dente tão podre que parecia ser azul ("bluetooth" significa "dente azul" em inglês). Quando Intel, Ericsson, Nokia e IBM se juntaram, em 1996, para criar uma tecnologia sem fio que fosse padrão de conexão de curto alcance, a palavra foi escolhida como codinome provisório e usada pelos desenvolvedores, mas acabou pegando.
A ideia surgiu em um papo de bar entre dois engenheiros dessas empresas. Bebendo e conversando sobre História, um deles mencionou o Rei Haroldo Bluetooth Gormsson da Dinamarca e, interessado, o outro foi pesquisar mais sobre o monarca. Ao descobrir que o rei foi responsável por unir a Escandinávia e cristianizar sua população, o funcionário achou que o termo seria uma metáfora perfeita para as intenções da nova tecnologia. 

5. É mais seguro deixar o Bluetooth invisível
Mito. Deixar o Bluetooth ligado no modo não-detectável não faz diferença em termos de segurança. O endereço do seu dispositivo pode até ficar escondido, mas hackers conseguem encontrá-lo e infiltrá-lo de qualquer forma, se quiserem, a partir de scanners e farejadores. Outro problema é o uso das senhas padrão, como 0000 e 1234. Esse sistema simples é a causa da maioria das invasões de aparelhos Bluetooth. Portanto, altere sua senha e, se estiver muito preocupado, a melhor solução é manter a conexão desligada.

6. Só é possível usar Bluetooth em espaços pequenos
Mito. O Bluetooth é sim uma conexão de curto alcance, porém, a distância da cobertura varia de acordo com a classe do aparelho e pode ser bem maior do que as pessoas imaginam. São três tipos: dispositivos Classe 3 têm alcance inferior a 10 metros; Classe 2, de cerca de 10 metros; e Classe 1, de aproximadamente 100 metros. Normalmente, estão na terceira categoria apenas dispositivos com sua própria fonte de energia, como computadores e algumas caixas de som. Já smartphones costumam se enquadrar nas classes 1 e 2.

7. Bluetooth 5 é compatível com gerações anteriores

Verdade. Não é preciso ter receios com a mais recente geração do Bluetooth, que adicionou melhorias na velocidade e no intervalo de alcance, além da possibilidade de conectar vários dispositivos simultâneos. Ela é totalmente compatível com aparelhos que usam as versões 4.0, 4.1 e 4.2 da tecnologia. Além disso, todos os recursos das gerações antigas também foram aplicados à nova.

8. Bluetooth 5 proporciona velocidade mais alta e alcance maior
Mito. A confusão acontece porque o Bluetooth 5 tem, de fato, recursos de longo alcance e de alta velocidade. Entretanto, os dois modos não operam ao mesmo tempo e é necessário decidir qual dos dois benefícios é mais importante. Por exemplo, para atingir a distância máxima de alcance, o usuário deverá sacrificar a taxa de transferência, que cai para 125 kb/s, bem longe do teto prometido pela nova geração, de 2 Mb/s.

Fonte: TechTudo


Xiaomi Registra Patente com Celular 100% sem Borda!

A notícia foi veiculada pelo site holandês LetsGoDigital, que teve acesso à patente e revelou algumas imagens. Abaixo podemos ver como seria a provável aparência do smartphone com a tela curvada em todos os seus cantos, tanto dos lados quanto em cima e embaixo.

De acordo com a evolução dos aparelhos da Samsung e sobre o que sabemos sobre o S10 até o momento, este apareçho da Xiaomi seria uma espécie de Galaxy S11, porém, trazido ao mercado “à força”, de forma prematura e por outra fabricante.
A patente foi publicada no Banco de Dados de Design Global do Escritório de Propriedade Intelectual Mundial (WIPO, sigla em inglês) e possui uma imagem renderizada do que pode via ser o dispositivo depois de pronto. Apesar de ser apenas uma suposição do aparelho real, dá para se ter uma ideia do quanto ele será bonito e impactante.

No entanto, o design do aparelho nos deixou curiosos a respeito de alguns aspectos: ele não traz nenhum notch para a câmera frontal, assim como ela também não aparece em um buraco vazado na tela; os botões laterais também desapareceram, então não sabemos ao certo como as funções que são atribuídas a eles poderiam ser substituídas; e, como não há presença de sensor na parte traseira, podemos concluir que o leitor biométrico será embutido na tela.

A Xiaomi não tem grande visibilidade nos EUA, mas é bem conhecida no resto mundo. Sites de compras que entregam em vários países (inclusive no Brasil) serviram para impulsionar o sucesso da companhia, que se baseia em criar dispositivos com uma relação de custo/benefício acima da média, além de inovar no design. Apesar de um registo de patente não significar que a empresa vá realmente lançar o produto, caso a Xiaomi tome essa atitude, parece que a Samsung terá que arrumar uma nova forma de chamar a atenção do mercado quando chegar a hora do lançamento do sucessor do Galaxy S10.
Fonte: TecMundo

Assistência em Caixas BlueTooth


A Digicell agora faz manutenção em caixas Bluetooth da JBL e similares. Trocas de conectores de carga entre outros reparos.

Faço um orçamento via WhatsApp conosco: (41) 99849-9560.

Assistência Técnica Especializada


Cabos e Adaptadores


Precisando de cabos e adaptadores? Na Digicell você encontra o que você precisa.
Contamos com conversores e adaptadores para diversos formatos: HDMI, VGA, DVI, USB, RCA, DP, TypeC entre outros.

FAZEMOS ASSISTÊNCIA TÉCNICA EM APARELHOS DA XIAOMI. COMO TODOS SABEM, ESSE APARELHO BOMBOU AQUI NO BRASIL EM POUCOS MESES MAS SÃO POUCAS...